Speranza lança chope e cerveja artesanais

Speranza lança chope e cerveja artesanais Terceira Margem em seus dois restaurantes: Moema e Bixiga

 

A Cantina e Pizzaria Speranza lançou em suas unidades o chope artesanal Terceira Margem, produto que marca a estreia da cervejaria no mercado. Com seu caráter maltado e de amargor leve, a novidade está agradando os frequentadores pela sua alta qualidade e pela ampla gama de harmonizações que possibilita com os pratos da cantina e as pizzas da casa, responsável pela introdução no Brasil da pizza Margherita e do genuíno pão de linguiça napolitano (Tortano).

Esse primeiro chope Terceira Margemé um Munich Helles, estilo com origem na Baviera (sudeste da Alemanha), no final do século 19, criado à época como uma resposta à Pilsen da Boêmia (atual República Tcheca). “Era de coloração palha-dourada com uma espuma branca e generosa, mais clara que a Pilsen, com mais malte que lúpulo”, conta Marcela Tarallo, criadora da Terceira Margem e co-proprietária da Speranza, que nos últimos anos deixou de atuar no dia a dia do negócio da família para se dedicar à cultura cervejeira.

Criou a sua marca inspirada no conto “A Terceira Margem do Rio” (o mais famoso do escritor Guimarães Rosa, publicado pela primeira vez em 1962). “Criei uma cerveja com sabor particularmente suave e equilibrado, para ter amplas possibilidades de consumo com os pratos da Speranza, mas não é uma exclusividade dos restaurantes de minha família”, explica.

Serviço

O chope artesanal Terceira Margem é servido em taças de 300 ml. De baixa fermentação, tem teor alcóolico de 4,8%, carbonatação média e cor amarelo claro.

A boa aceitação do chope Terceira Margem logo nas primeiras semanas na Speranza motivou sua criadora a investir em sua versão engarrafada, a cerveja Marias, que celebra a força, a beleza e a graça das mulheres em suas diversas áreas de atuação. A cerveja segue basicamente a mesma receita do chope: é clara, de baixa fermentação, leve e refrescante, trazendo notas de pão e cereal dos maltes, com os florais e herbais do lúpulo. “O chope e a cerveja trazem um bom equilíbrio entre dulçor e amargor, ideais em qualquer ocasião”, propõe Marcela.

 

Mais informações à imprensa:

ECO de Informação – assessoria e projetos em comunicação
F. (11) 3083-4093
Débora Ribeiro – (11) 98415-0593 / debora.eco@uol.com.br
Norma Ramos- norma.eco@uol.com.br

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s